Thich Nhat Hanh

Musical deslumbrante em homenagem a Thich Nhat Hanh

Publicado em Atualizado em

Alex Cline – um músico altamente respeitado e que também foi ordenado na linhagem do Mestre Zen Thich Nhat Hanh – explica e compartilha a música do seu novo e incrível álbum, Oceans of Vows, que é um tributo ao Avatamsaka Sutra do Budismo e ao próprio Thich Nhat Hanh.

“Oceans of Vows: A Meditation Musical on Interbeing, baseia-se em configurações musicais de pequenos trechos da volumosa escritura budista conhecida como Avatamsaka Sutra, combinado com mais quatro poemas relacionados com a temática, do meu professor espiritual, o mestre budista vietnamita Thich Nhat Hanh (…).

Avatamsaka Sutra, também conhecido como o Discurso da Guirlanda de Flores, a Escritura do Adorno de Flor, e outros títulos similares, é um texto budista Mahayana que se pensa ter sido escrito pelo menos quinhentos anos após a morte do Buda histórico. Relata temas cósmicos usando imagens muito vívidas, elaboradas, muitas vezes celestiais e linguagem poética intensamente colorida, o sutra preocupa-se principalmente em explorar a perfeita inter-relacionada, interdependente, interpenetrante e interconectada natureza da realidade.”

__
“Através do texto perfumado e caleidoscópico do Avatamsaka Sutra, pode-se começar a vislumbrar a visão mais pensativa-provocante da realidade – o universo numa partícula de poeira.”
__

“As ideias do sutra, embora transmitidas usando linguagem radicalmente diferente, provavelmente não seriam particularmente incomuns ou surpreendentes para quem hoje se interessa ou está familiarizado com muitos dos pressupostos mais radicais e avançados da Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Poema: Chamem-me pelos meus verdadeiros nomes | Thich Nhat Hanh

Publicado em Atualizado em

Chamem-me pelos meus verdadeiros nomes
Não digam que parto amanhã
Porque hoje estou ainda chegando.

Olhe bem, a cada instante estou chegando
Para vir a ser botão de flor em ramo de primavera
Para ser passarinho de asas frágeis
Aprendendo a cantar em meu novo ninho,
Para ser lagarta na corola da flor,
Para ser gema oculta na pedra.

Estou ainda chegando para rir e chorar,
Para sentir medo e esperança
O ritmo do meu coração é o nascimento e morte
De tudo o que vive.

Sou a libélula em Leia o resto deste artigo »

Laranjas, papel e a interdependência de todos os fenómenos

Publicado em Atualizado em

Clip do filme “Zen Noir”

Forma não é mais que vazio.
Vazio não é mais que forma.
Forma é exatamente vazio.
Vazio é exatamente forma.
Sensação, conceituação, diferenciação,
conhecimento assim também o são.
Óh ! Sharishi !
Todos os fenómenos são vazio-forma,
Não nascidos, não mortos,
Não puros, não impuros,
Não perdidos, não encontrados
Assim é tudo dentro do vazio.

Sutra do Coração

Trecho de “O Coração da Compreensão: Comentários ao Sutra do Coração” Cap. Interser, de Thich Nhat Hanh.

“Se você for um poeta, verá claramente que há uma nuvem flutuando nesta folha de papel. Sem uma nuvem, não haverá Leia o resto deste artigo »

Algumas palavras sobre vacuidade | Thich Nhat Hanh

Publicado em Atualizado em

Transcrição:

Vacuidade… Shunyata
O ensinamento sobre a vacuidade não tem sido tão explorado no Theravada como nas escolas Mahayana.

A vacuidade não significa que não há nada.

Quando olham para esta flor, vêm que esta flor está cheia de tudo. O sol, as nuvens, o solo, o tempo, o espaço, o jardineiro… tudo, incluindo a tua própria consciência.
Podemos ver que a flor está cheia de consciência, como o pedaço de pão que têm na mão, pronto para ser comido.
Por que é que o descrevemos como “vazio”? Leia o resto deste artigo »

Budismo Engajado | Thich Nhat Hanh

Citação Publicado em Atualizado em

maos“Existe uma real necessidade de levarmos o budismo para a sociedade, especialmente quando você se encontra em uma situação de guerra ou injustiça social. Durante a guerra do Vietnã se tornou muito claro que deveríamos praticar o budismo engajado, para que a solidariedade e a compreensão pudessem se tornar parte da vida do povo.

Quando sua vila é bombardeada e destruída e quando seus vizinhos se tornam refugiados, você não pode simplesmente continuar a praticar a meditação sentada na sala de meditação.

Mesmo que o templo não tenha sido bombardeado e a sua sala de meditação esteja intacta, ainda assim você poderá ouvir os gritos das crianças feridas e poderá ver a dor dos adultos que perderam suas casas.
Como é que você pode continuar a se sentar lá de manhã cedo, à tarde e à noite? ”

– Thich Nhat Hanh


Sobre Thich Nhat Hanh | Lista de Mestres e Professores

A Sangha | Thich Nhat Hanh

Publicado em Atualizado em

Nas escrituras budistas é dito que há quatro comunidades: monges, monjas, homens leigos e mulheres leigas.
Mas eu também incluo elementos que não são humanos na Sangha.
As árvores, água, ar, pássaros e assim por diante, podem todos ser membros da Sangha. Uma boa almofada também pode. Podemos transformar muitas coisas em elementos de apoio da Sangha. Esta idéia não é inteiramente nova, pode ser achada através dos sutras e no Abbidharma também. Leia o resto deste artigo »