Ricardo Sasaki

Qual a importância de se ter um mestre ou professor? É essencial frequentar um centro ou um templo?

Publicado em Atualizado em

Qual a importância de se ter um mestre espiritual? | Monja Coen Responde

Transcrição:

Eu tenho evitando muito essa palavra mestre, porque dá a impressão que a gente pega um ser humano e o coloca num pedestal, e ele é especial, tão especial, tão separado de mim, que eu só fico lá beijado os seus pés.

A ideia é como é que eu encontro alguém que é esse bom amigo, essa boa amiga, que é meio parecido comigo, que sabe alguma coisa mais do que eu, e que pode me apontar o caminho.

Assim como… se eu vou entrar numa mata ou subir uma montanha que eu nunca fui, eu posso Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Hinayana e Theravada, não são a mesma coisa

Publicado em Atualizado em

Questão colocada ao Prof. Ricardo Sasaki:

Gostaria que me elucidasse melhor sobre esta problemática do Hinayana.
O Theravada não é considerado Hinayana porque estava apenas presente no Sri Lanka e essa expressão era destinada a algumas escolas antigas da Índia, nomeada a Srāvakayāna.
Mas embora actualmente seja uma expressão reprovável; do ponto de vista Mahayana, Theravada não tem as características do que é apelidado de Hinayana?
Não é essa “forma” de Budismo que é chamado de Hinayana pelo movimento Mahayana?
Essa critica não era destinada a todas as escolas anteriores ao Mahayana?

Resposta: Leia o resto deste artigo »

Uma Visão Buddhista sobre o Pós-Morte | Ricardo Sasaki

Publicado em Atualizado em

“A reencarnação é uma doutrina que frequentemente tem deixado os estudiosos e pesquisadores confusos diante de tantas contradições. Sua principal defensora é a escola espírita francesa, pois não podemos esquecer que vários grupos espíritas, principalmente os anglo-saxões, não admitem as doutrinas reencarnacionistas. É perfeitamente possível haver um Espiritismo que não faça uso da hipótese da reencarnação. Por outro lado, muitas pessoas e, principalmente os grupos espíritas, creem que muitas religiões, principalmente as orientais, defendem a hipótese da reencarnação. Hinduísmo e Buddhismo são duas das principais religiões às quais são atribuídas a ideia reencarnacionista. É um de nossos propósitos neste trabalho mostrar o quanto tal afirmação se distancia da verdade. Procuraremos mostrar como o Buddhismo, em particular, vê a posição reencarnacionista, bem como o pós-morte e as provas que usualmente são levantadas para se defender uma suposta vida além-túmulo. Leia o resto deste artigo »