Han-Shan

Poemas de Han-Shan

Publicado em Atualizado em

O caminho da Montanha Fria é risível
Não tem marcas de carros ou cavalos

Torrentes ligadas difíceis meandros
Picos amontoados que se repetem

O orvalho chora sobre mil plantas
O vento murmura sobre iguais pinheiros

Algures perdido o caminho
A forma interroga a sombra: a partir de quê? Leia o resto deste artigo »

Anúncios