Espiritualidade

Você é espiritual mas não religioso? 10 razões pelas quais o budismo enriquecerá o seu caminho

Publicado em Atualizado em

Trecho (quase na íntegra) do texto escrito por Melvin McLeod na revista Shambhala Sun de novembro de 2013 e publicada em 30 de outubro de 2014 no blog Lion’s Roar. Melvin McLeod é editor chefe das revistas budistas Lion’s Roar (anteriormente Shambhala Sun) e Buddhadharma. A tradução é da equipa do blog Budismo Petrópolis.

Existem várias razões pelas quais as pessoas se tornam desencantadas com a religião institucionalizada, mas a maioria continua a ansiar por algo mais do que uma vida materialista, de algo que dê significado mais profundo e felicidade, algo que eles descrevem como “espiritual”.

Talvez isso diga respeito a você. Talvez você seja uma das muitas pessoas que descobriu que o budismo tem muito a oferecer à sua vida e prática espiritual, sem algumas das desvantagens da religião institucionalizada.

Dito de outra maneira:

Algumas pessoas discutem se o budismo é de fato uma religião, mas por agora vamos supor que seja. O budismo é única religião do mundo que não tem um Deus. É uma religião não-teísta.

Isso muda tudo. Sim, tal como as outras religiões o budismo descreve uma realidade não-material, espiritual (talvez uma realidade mais profunda) e aborda o que acontece depois que morremos. Mas, ao mesmo tempo, é pés no chão e prática: diz sobre nós, nossas mentes, e nosso sofrimento. É sobre ser totalmente e profundamente humano, e tem algo a oferecer a todos: aos budistas, é claro; também às pessoas espiritualizadas mas não religiosas, aos de outras religiões, e até mesmo àqueles que não se acham espirituais. Quem não sabe o Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Espiritualidade na adolescência

Publicado em Atualizado em

Trechos da Introdução do livro “Buda na Mochila: Budismo prático para jovens”, de Franz Metcalf. Editora Pensamento.

A adolescência (assim como outras fases da vida, mas, sobretudo, a adolescência) é realmente difícil. É preciso ser filha ou filho, irmã ou irmão, neto, parente, vadio, adolescente com os hormônios a mil, estudante, cidadão, trabalhador, “futuro líder”, parte do ecossistema, psicoespiritualista, ser humano. Você tem de ser tudo isso, o que requer certo esforço. […]

Os esforços mais importantes despendidos por um adolescente — a transição para um corpo adulto, para uma sociedade adulta e uma vida adulta, que requerem conscientização, discernimento e paciência — são os mesmos despendidos por todos os que estão no caminho espiritual. A experiência diária de ser um adolescente pode ser uma experiência verdadeiramente espiritual, dessa forma você é um buscador espiritual. Se isso lhe soa presunçoso, reflita sobre o seguinte: neste exato momento você esta criando a si mesmo, e isso é a coisa mais importante que você vai fazer na vida. Você não tem de chamar esse processo de espiritual, apenas respeitá-lo.

O que é religião? O que é espiritualidade? Esses conceitos são notoriamente difíceis de definir, mas aqui está uma breve resposta. Religião é Leia o resto deste artigo »