Conheça 8 Organizações Budistas Internacionais

Publicado em Atualizado em

1: The World Fellowship of Buddhists 

A WFB é uma organização budista internacional, iniciada e impulsionada por Gunapala Piyasena Malalasekera, foi fundada no ano de 1950, em Colombo no Sri Lanka, por representantes de 27 nações.

Ainda que existam várias escolas e tradições do budismo, nomeadamente Theravada, Mahayana e Vajrayana, todas partilham de uma base comum. Muitos estudiosos perceberam que o budismo deveria ter uma unidade e amizade para a sustentabilidade e prosperidade do budismo. Surge assim uma organização que pretende reunir todas as escolas e tradições do budismo.

Os fins e objectivos da World Fellowship of Buddhists são:

  1. Promover entre os membros a estrita observância e prática dos ensinamentos do Buda;
  2. Assegurar a unidade, solidariedade e fraternidade entre os budistas;
  3. Propagar a sublime doutrina do Buda;
  4. Organizar e realizar actividades no domínio dos serviços sociais, educativos, culturais e outros serviços humanitários;
  5. Trabalhar para a felicidade, a harmonia e a paz na terra e colaborar com outras organizações que trabalham para os mesmos fins.

Mais informações: Site oficial, WFBYouth

2: World Buddhist Sangha Council

WBSC é uma organização internacional não-governamental, cujos objectivos são o desenvolvimento e intercâmbio das comunidades religiosas e monásticas budistas de diferentes tradições em todo o mundo, ajudar a realizar actividades para a transmissão do budismo, melhorar a harmonia e a relação entre diferentes tradições budistas, e propagar o ensino de Buda sobre a compaixão para promover a paz mundial. Foi fundada em Colombo, Sri Lanka, em maio de 1966.

Durante o Primeiro Congresso, o fundador e  secretário-geral, Ven. Pandita Pimbure Sorata Thera, solicitou ao Ven. Walpola Rahula que apresentasse uma fórmula concisa para a unificação das diferentes tradições, o que foi aprovado por unanimidade pelo Conselho.

Mais informações: Site oficial, WBSYouth

3: International Buddhist Confederation

As sementes da IBC — International Buddhist Confederation (Confederação Budista Internacional) foram semeadas em 2010, durante a visita do Ven. Lama Lobzang ao Sri Lanka. Lá, alguns respeitados membros da Sangha sugeriram que a Índia organizasse uma conferência budista internacional de grande escala. O planeamento então começou para organizar um dos maiores encontros internacionais de budistas que alguma vez aconteceu em solo indiano — a Congregação Budista Global. Sugeriu-se então que se formasse uma organização permanente para levar o trabalho e a visão da Congregação Budista Global em diante, e para representar os interesses do Budismo.

De 27 a 28 de agosto de 2011, um subcomité de trabalho reuniu-se na Índia em Nova Deli para preparar o terreno para a formação deste corpo budista internacional.

Em novembro de 2011, Nova Deli foi anfitriã da Congregação Budista Global, que contou com a participação de mais de 800 delegados e observadores de organizações e instituições budistas de todo o mundo, que se reuniram para abordar questões comuns enfrentadas no mundo moderno, sob uma perspectiva do Dhamma.

Sob a bandeira: Sabedoria Colectiva, Voz Unida, os participantes da Congregação Budista Global aprovaram por unanimidade uma resolução para formar uma organização internacional, a IBC — International Buddhist Confederation.

A IBC inclui eminentes representantes de linhagens budistas, organizações, instituições e corpos monásticos de todo o mundo como membros fundadores.

Mais informações: Site oficial

4: Buddhist Fellowship

BF, é uma organização budista não-sectária que visa servir os praticantes budistas através das diferentes tradições: Theravada, Mahayana e Vajrayana. Foi fundada em 1988.

Os principais objectivos são:

  1. Oferecer os Ensinamentos do Buda aos membros;
  2. Servir de plataforma para as visões budistas e actuar como um sistema de rede de comunicação para budistas de diferentes tradições;
  3. Incutir qualidades de liderança entre os Membros e facilitar outras organizações budistas em treino de liderança e aconselhamento.

Mais informações: Site oficialBF/About

5: International Network of Engaged Buddhists

INEB é uma organização que conecta budistas engajados de todo o mundo com o objectivo de abordar as preocupações ambientais, direitos humanos e resolução de conflitos. Foi criada em Siam, Tailândia, em Fevereiro de 1989 por Sulak Sivaraksae, um grupo de budistas, não-budistas e activistas sociais.

Ao longo dos anos a rede se expandiu para incluir membros, indivíduos e organizações, de mais de 25 países da Ásia, Europa, América do Norte e Austrália. Seus membros incluem monges, monjas, activistas, académicos e assistentes sociais. A partir desta diversidade, surgiu uma compreensão do budismo socialmente engajado que integra a prática do budismo com a acção social para um mundo saudável, justo e pacífico.

Visão e Objectivos:

  1. Promover a compreensão, cooperação e o trabalho em rede entre grupos de acção social inter-budistas e inter-religiosos;
  2. Actuar como um recurso de informação relacionado a áreas de interesse social;
  3. Facilitar conferências, educação e treino baseado em valores e práticas budistas que apoiam e fortalecem indivíduos e grupos socialmente activos.

Mais informações: Site oficial

6: Buddhist Peace Fellowship

Fundada em 1978, tem a missão  de servir como um catalisador para o Budismo socialmente engajado. O propósito é ajudar os seres a libertarem-se do sofrimento que se manifesta nos indivíduos, nas relações, nas instituições e nos sistemas sociais. Os programas, as publicações e os grupos de prática da BPF relacionam os ensinamentos budistas de sabedoria e compaixão com a mudança social progressiva.

A Sociedade Budista da Paz trabalha pela paz de diversas perspectivas budistas e abraça um triplo tesouro de acção compassiva — aprender, falar e fazer.

  •  Aprender/Comunidade : Treinos para reforçar a liderança budista pela paz, e construir comunidades budistas socialmente engajadas;
  • Falar/Comunicação : Voz pública para levar os ensinamentos budistas a conversar com situações no mundo, inspirando a acção e informando para a paz;
  • Fazer/Colaboração : Como parte da mandala da mudança social, actuação em colaboração com outras organizações e indivíduos, trabalhando juntos para cultivar as condições para a paz.

Mais informações: Site oficial

7: Buddhist Compassion Relief Tzu Chi Foundation

Fundada em 1966 pela monja Cheng Yen, em Taiwan, é uma organização humanitária internacional e uma organização não-governamental (ONG) com uma rede internacional de voluntários e funcionários. Foi premiada com um status consultivo especial no Conselho Económico e Social das Nações Unidas.

A Fundação Tzu Chi tem várias sub-organizações como a Associação Médica Internacional Tzu Chi e a Associação Juvenil Tzu Chi. Voluntários Tzu Chi e trabalhadores de ajuda humanitária são reconhecíveis no mundo inteiro pelos seus uniformes azuis e brancos.

A organização constrói e opera muitos hospitais e escolas, possui estações de TV e Rádio, uma cadeia de livrarias e cafés sem fins lucrativos, e tem filiais em 47 países da Ásia, Oceania, Europa, América e África.

As “Quatro Grandes Missões” da Fundação são a Caridade, a Medicina, a Educação e a Cultura Humanista; que, ao longo dos anos, se desenvolveram para incluir a Doação de Medula Óssea, a Protecção Ambiental, o Voluntariado Comunitário e a Ajuda Internacional. Estas oito campanhas simultâneas são colectivamente conhecidas como “Oito Pegadas” de Tzu Chi. Os voluntários da Tzu Chi promovem o espírito da bondade amorosa incondicional e a compaixão universal para todos, com o objectivo de criar um mundo pacífico e harmonioso.

Mais informações: Site oficial

8: Buddhist Global Relief

Fundada pelo budista norte-americano, Ven. Bhikkhu Bodhi, tem como missão o combate à fome crônica e à desnutrição. Tendo em mente as afirmações do Buda de que “a fome é o pior tipo de doença” e “o dom da comida é o dom da vida”, patrocinam projectos que promovem o alívio da fome para as comunidades pobres em todo o mundo. A missão é perseguida da seguinte forma:

  • Prestação directa de ajuda alimentar às pessoas atingidas pela fome e pela desnutrição;
  • Ajudando a desenvolver melhores métodos a longo prazo de produção e gestão sustentável de alimentos adequados às culturas e tradições dos beneficiários;
  • Promovendo a educação das raparigas e das mulheres, tão essencial na luta contra a pobreza e a desnutrição;
  • Dando às mulheres a oportunidade de iniciar projectos de subsistência para sustentar as suas famílias.

Procuram também aumentar a consciência da fome global e defendem um sistema alimentar internacional que exemplifique a justiça social e conduza à sustentabilidade ecológica.

Mais informações: Site oficial,  Site oficial ll

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s