Shito-ryu, o legado do Grande Mestre de Karate Kenwa Mabuni

Publicado em Atualizado em

Antes de ser apresentado o Kenwa Mabuni e o estilo de Karate por ele fundado, comecemos por conhecer o seu principal lema:

Kunshi no Ken - Nobre Dísciplina

Kunshi no Ken
A Nobre Disciplina

O lema do Mestre Kenwa Mabuni, ” Kunshi no Ken “, significa se concentrar em cultivar-se a si mesmo para tornar-se equilibrado, respeitoso. A pessoa que é capaz de fazer isso, assim como de exercer boas maneiras em todas as situações, com auto-disciplina e respeito, que é capaz de assumir a responsabilidade por suas acções e de manter a integridade assim como ser um exemplo para os outros, é considerado um praticante de Shito-ryu. Este lema pode ser seguido por todos os praticantes de Karate.

Em Karate há dois ditados populares que têm um conceito similar; um é do Mestre Gichin Funakoshi – “Karate ni Sente Nashi”, e o outro é do Mestre Kenwa Mabuni – “Kunshi no ken”.

“Kunshi no ken” significa “Não use o Karate para magoar os outros sem pensar. Seja um cavalheiro quando entrar em contacto com os outros.”

O Mestre Anko Itosu também disse que Karate era “Kunshi no ken”. Nos seus escritos há uma frase – Não use punhos e pés sem uma boa razão. Não use punhos e pés para o combate. Em outras palavras, “Não usar o corpo que você treinou com grande esforço para a luta inútil.”

O Mestre Kenei Mabuni escreveu em seu livro que “Kunshi no ken” é uma pessoa que mantém a segurança da sociedade e protege o país.

O Mestre Haraguchi apresentou em um dos seus artigos de “treinamento da mente”, “Kunshi no ken”, como uma pessoa nobre de espírito, que está bem experiente na técnica e na virtude. Segundo ele, aqueles que aprendem Karate têm que adquirir conhecimento e virtude através da prática do Karate, para serem perfeitos e tornarem-se homens com carácter nobre, assim como “procurar a perfeição do carácter” em Doju Kun. (via: Shitokai)

Quem foi Kenwa Mabuni?

Kenwa Mabuni foi um mestre de Karate e criou o estilo Shito-ryu, o qual tinha por escopo unificar os ensinamentos da arte marcial tal e qual ele tinha aprendido de seus mestres, manter não apenas as formas mas o espírito da arte marcial.

Kenwa Mabuni nasceu em 14 de novembro de 1889, na cidade de Shuri, capital da ilha de Okinawa na época. Era o segundo filho de uma antiga família de oficiais dos reis de Ryukyu, denominada shizoku (descendentes da casta samurai), membros de sua família serviram a senhores de Ryukyu durante centenas de anos.

Kenwa Mabuni teve seu primeiro contacto com o Toudi (antigo nome do Karate-do) por volta dos dez anos de idade, através de um ajudante de seu pai que trabalhava em sua casa chamado Zeihaku Matayoshi, com quem aprendeu o kata naifanchi (naihanchi shodan). Porém, foi a saúde precária de Kenwa Mabuni que levou seu pai a procurar nas artes marciais um meio para fortalecer seu corpo.

Continue a ler a historia do Mabuni na página da Wikipédia.

Algumas citações (via: Wikipédia):

“O verdadeiro sentido das artes marciais consiste em aprender a reconhecer e superar nosso verdadeiro inimigo; estar além do impulso de lutar contra os outros; transcender as distrações relacionadas ao ego; e harmonizar o homem com a natureza através da prática rigorosa dos princípios morais, do estudo filosófico e do longo processo de auto-aperfeiçoamento.”

“O Karate-do brinda a possibilidade a qualquer pessoa, sem importar sua idade, sexo ou condição, de aprender um sistema de saúde e defesa pessoal incomparável.”

“Tal como a leitura de um sutra, que se exprime através da escrita, alimenta a alma e molda o espírito, a “leitura com o corpo” de um kata, que não é escrito, torna-se um alimento rico para a força física (…) Mesmo que aquele que executa um kata se aperceba ou não, a influência que um encadeado de movimentos de técnicas exerce sobre o corpo é infinito. A execução séria do kata fortalece certas partes do corpo, retarda o envelhecimento e renova a energia. Desta forma e sem o saber, o praticante prolonga a sua vida ao mesmo tempo que adquire a capacidade de reagir oportunamente a situações eventuais de perigo.”

“A concentração da força (Kiai) é a consequência da união entre o divino e o homem.”

“A técnica deve ser útil (Yo), o movimento deve ter um ritmo fluido (Riu), e dessa combinação deve resultar a beleza (Bi).”

“Em um praticante de Karate-do deve prevalecer sempre a pessoa sobre a técnica; é mais importante a qualidade humana que a técnica. Ter Kushin No Ken ou “punho de cavalheiro”: essa é a finalidade do praticante.”

Shito-ryu, o estilo de Karate desenvolvido por Kenwa Mabuni

Trechos da Wikipedia (algumas edições na Wikipédia foram feitas por mim mesmo):

Shito-ryu é um estilo de Karate, criado (oficialmente) em 1931 por Kenwa Mabuni, que sintetizou os estilos tradicionais, Tomari-te, Shuri-te e Naha-te, no escopo de preservar as técnicas ensinadas à época pelos renomeados mestres Anko Itosu, do estilo de Shuri ou Shorin-ryu, e Kanryo Higaonna, do Naha-te ou Shorei-ryu, mantendo aquelas formas e variações dos kata por estes últimos ensinadas, no que resultou no maior repertório dos estilos de Karate. Ainda nesse fito, a denominação da linhagem foi dada em homenagem aos dois mestres, pois o repertório técnico do sistema orbita em torno dos sistemas desse dois grandes mestres de Karate, que representavam também as vertentes principais da arte marcial. (…)

Embora Mabuni estivesse a treinar a mesma arte marcial, de Okinawa, foi submetido a duas concepções bem diferentes: o te ensinado por Anko Itosu compunha-se de técnicas velozes, fortes e poderosas, com deslocamentos lineares, longos e angulosos; por sua vez, a arte de Higaonna possuía métodos baseados em movimentos circulares, fortalecimento do corpo e combates a curta distância, com prevalência de golpes manuais. Não se dando por satisfeito, Mabuni foi estudar outras formas com outros mestres, como seu amigo Miyagi e Seisho Aragaki, Tawada Shimboku, Sueyoshi Jino e Wu Xianhui (um mestre chinês conhecido em Okinawa como Go-Genki). Mabuni também treinou com Morihei Ueshiba, o fundador do Aikido, dessa interação os katas Aoyagi e Myojo foram criados.

O mestre Mabuni reuniu muitos conhecimentos sobre kihons e katas e suas aplicações — o bunkai —, tornando-se lendário por isto e, já por volta de 1920, era considerado como a maior autoridade na prática e na história dos katas do te, pelo que seria muito solicitado como professor por seus contemporâneos. (…)

Por volta de 1933, Kenwa Mabuni estabeleceu um método teórico baseado na combinação/fusão dos ensinamentos de seus mestres, resultando ao longo dos anos em um estilo próprio, que foi à priori chamado de Hanko-ryu (estilo metade duro), mas logo cambiou-se para Shito-ryu, em reverência a seus dois principais instrutores. E, em 1938, foi publicado o livro Kobokenpo Karate-do Nyumon (Introdução ao Karate-do), quando pela primeira vez aparece oficialmente o nome Shito-ryu.

Muitos foram ensinados diretamente por Kenwa Mabuni ou por seus discípulos directos, como Teruo Hayashi, Shogo Kuniba, Chuzo Kotaka, Tanka Toji, Fumio Demura, Shigeru Kimura, Shiraishi Tsunetaka, Yoshiaki Tsujikawa, Kazuo Kokubo, Ken Sakio, Jun-Ichi Inoue, Toshiyuki Imanishi, Yoshijaru Yoshida e Tokyo Hisatomi, entre outros, que criaram instituições próprias, ensinado o estilo conforme suas visões. (…)

O Sensei Mabuni dedicou-se a preservar exatamente a forma e a essência das técnicas tradicionais, ensinando-os exatamente como lhe foram ministrados, de modo a consolidar os três grandes estilos, Shuri-te, Naha-te e Tomari-te, em um único sistema detalhado, resultando na combinação das características dos estilos mais suaves e linear Shuri-te e Tomari-te, de Anko Itosu, com o estilo duro-circular do Naha-te, de Kanryo Higaonna. Porém, Kenwa Mabuni não se contentou em mesclar as correntes, também sistematizou o treinamento de maneira racional e científica, construindo uma verdadeira e original síntese.

O estilo é o sistema mais extenso de Karate que existe, que se distingue dos demais pelo grande número de katas, pela suavidade e versatilidade das técnicas de combate e pela inclusão de técnicas de solo (ne waza) e do uso de armas (kobudo).

Símbolo (Mon) do Shito-ryu

Símbolo (Mon) do Shito-ryu

A família Mabuni possuiu um escudo (Mon) particular, o circulo exterior simboliza a paz e harmonia (Wa) e as linhas internas simétricas representam o caracter japonês para a palavra “humano” ou “pessoa” (hito). Assim, o emblema pode ser interpretado como duas pessoas que se encontram frente a frente unidas para manter a paz. A data de criação do símbolo é desconhecida, porém é possível afirmar que já existia à varias gerações antes de ser adoptado por Kenwa Mabuni como símbolo oficial do estilo Shito-ryu.

*   *   *

Heijutsu no Sanbyo
As três fraquezas ou doenças das artes marciais,
por Kenwa Mabuni

Hitotsu- Giryo
Primeiro, Dúvida ou cepticismo

Hitotsu- Ketai
Primeiro, Negligência

Hitotsu- Manshin
Primeiro, Egoismo

A palavra Hitotsu (primeiro), significa que todas têm igual relevância.
Outros princípios como os do Doju Kun e Go Do Shin, começam igualmente com Hitotsu (primeiro) mostrando assim que todos os princípios têm igual importância.

*

Go Do Shin
Conjunto de cinco princípios espirituais do Shito-ryu

Hitotsu- Ishi. Shoshin wasureru nakare.
Primeiro, Determinação. Nunca se esqueça do espírito desde do inicio.

Hitotsu- Do toku. Reigi okutaru nakare.
Primeiro, Moralidade. Nunca negligencie cortesia e etiqueta.

Hitotsu- Hatten. Doryoku okutaru nakare.
Primeiro, Desenvolvimento. Nunca abdicar do esforço.

Hitotsu- Jo shiki. Jo shiki kakeru nakare.
Primeiro, Senso comum. Nunca perder o senso comum.

Hitotsu- Heiwa. Wa midasu nakare.
Primeiro, Paz. Nunca perturbar a harmonia.

*   *   *

A título de curiosidade, o duplo da personagem Mr.Miyagi do Karate Kid é o Fumio Demura [documentário], um praticante do estilo Shito-ryu. Mas o nome Miyagi foi em homenagem ao Chojun Miyagi, o fundador do estilo Goju-ryu.

 

Saiba mais:

Livro sugerido:

Leia também:

Anúncios

Uma opinião sobre “Shito-ryu, o legado do Grande Mestre de Karate Kenwa Mabuni

    […] Shito-ryu, o legado do Grande Mestre de Karate Kenwa Mabuni […]

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s