Meditação da Bondade Amorosa (Metta)

Publicado em Atualizado em

Transcrição do Apêndice do livro Budismo em Poucas Palavras de Narada Mahathera

Fique calmo e em paz.
Recite três vezes: Namo Buddhāya – (Honra ao Buddha)
Recite três vezes: Araham – (O Puro)

Recite:

Buddham saranam gacchāmi – (Eu tomo refúgio no Buddha)

Dhammam saranam gacchāmi – (Eu tomo refúgio no Dhamma)

Sangham saranam gacchāmi – (Eu tomo refúgio na Sangha)1

Pense assim:

Minha mente está temporariamente pura, livre de todas as impurezas; livre do desejo, ódio e ignorância; livre de todos os maus pensamentos.

Minha mente está pura e límpida. Como um espelho reluzente é minha mente imaculada.

Como uma vasilha limpa e vazia que se enche com pura água, agora eu encho o meu coração e minha mente com puros pensamentos pacíficos e sublimes de bondade amorosa sem limites, transbordando compaixão, alegria altruísta e perfeita equanimidade.

Agora eu limpei minha mente e coração de raiva, má vontade, crueldade, violência, ciúme, inveja, paixão e aversão.

Pense dez vezes:

Que eu2 esteja bem e seja feliz!

Que eu esteja livre do sofrimento, doença, dor, inquietação e raiva!

Que eu seja forte, autoconfiante, saudável e pacifico!

Pense assim:

Agora carrego todas as partículas do meu sistema, da cabeça aos pés, com pensamentos de bondade amorosa e compaixão sem limites. Sou a personificação da bondade amorosa e da compaixão. Todo o meu corpo está cheio de bondade amorosa e compaixão. Sou um baluarte, uma fortaleza de bondade amorosa e compaixão. Não sou nada mais que bondade amorosa e compaixão. Me sublimei, elevei, enobreci a mim mesmo.

Pense dez vezes:

Que eu esteja bem e seja feliz!

Que eu esteja livre do sofrimento, doença, dor, inquietação e raiva!

Que eu seja forte, autoconfiante, saudável e pacifico!

Pense:

Mentalmente, crio uma aura de bondade amorosa à volta de mim. Por meio desta aura posso cortar todos os pensamentos negativos e vibrações hostis. Não me afetam as más vibrações dos outros. Devolvo o bem pelo mal, bondade amorosa pela raiva, compaixão pela crueldade, alegria altruísta pela inveja. Estou em paz e com a mente em equilíbrio. Agora sou uma fortaleza de bondade amorosa, um baluarte de moralidade.

O que eu ganhei, agora dou aos outros.

Pense em todas as pessoas que lhe são próximas e queridas em casa, uma a uma ou em grupo, e preencha-lhes de pensamentos de bondade amorosa e desejos de paz e felicidade, repetindo:

Que todos os seres estejam bem e sejam felizes!”

Em seguida pense em todos os seres visíveis e invisíveis, que estão perto e longe, homens e mulheres, animais e todos os seres viventes, no oriente e ocidente, no norte e no sul, abaixo e acima, e irradie bondade amorosa sem limites, sem nenhuma inimizade ou obstrução, para todos, sem distinção de classe, credo, cor ou sexo.

Pense que todos são seus irmãos e irmãs, companheiros no oceano da vida. Identifique-se com todos eles. Você é um com todos.

Repita dez vezes: “Que todos os seres estejam bem e sejam felizes!” e deseje a todos paz e felicidade.

No transcurso da sua vida diária, tente traduzir os seus pensamentos em ações quando a ocasião o demande.

__

1Esta parte introdutória pode ser omitida por não-Budistas.

2Aqui o termo “Eu” é usado no sentido convencional.


Sobre Narada Mahathera | Lista de Mestres e Professores

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s