[Filme] O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Vídeo Publicado em Atualizado em

Mesmo nos filmes que não são diretamente sobre assuntos budistas, podemos perceber as conexões que existem com o pensamento budista. É o caso do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain.

Sinopse (por Wikipédia-Pt): O filme conta a história de Amélie, uma menina que cresce isolada das outras crianças. Isso acontece porque o seu pai acha que Amélie possuí uma anomalia no coração, já que este bate muito rápido durante os exames mensais que o pai faz na menina. Na verdade, Amélie fica nervosa com este raro contato físico com o pai. Por isso, e somente por isso, o seu coração bate mais rápido que o normal. Seus pais, então, privam Amélie de frequentar escola e ter contato com outras crianças. A sua mãe, que é professora, é quem a alfabetiza até falecer. A sua infância e a morte prematura de sua mãe acabam por influenciar fortemente o desenvolvimento de Amélie e a forma como ela se relaciona com as pessoas e com o mundo depois de adulta.

Após a sua maioridade, muda-se do subúrbio para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia, encontra no banheiro do seu apartamento uma caixinha com brinquedos e figurinhas pertencentes ao antigo morador do apartamento. Decide procurá-lo e entregar o pertence ao seu dono, Dominique, anonimamente. Ao notar que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e remodela a sua visão do mundo.

A partir de então, Amélie engaja-se na realização de pequenos gestos a fim de ajudar e tornar mais felizes as pessoas ao seu redor. Ela ganha aí um novo sentido para a sua existência. Numa destas pequenas grandes ações, ela encontra um homem. E então o seu destino muda para sempre.

“De repente, Amélie sente-se em perfeita harmonia consigo mesma.
Tudo é perfeito: a maciez da luz, o suave perfume no ar, os sons pacíficos da cidade.
A vida parece tão simples e clara que ela é levada pelo desejo de ajudar toda a humanidade.
– Vou lhe ajudar. Vamos para baixo e então em frente!
Lá está a viúva do baterista da banda de metais.
Hey, o cavalo perdeu uma orelha!
O marido da florista está rindo.
Tem pirulitos na janela da loja!
Você consegue sentir o cheiro?
Este homem está oferecendo melões para seus clientes provarem.
Presunto no osso custa caro!
Aqui estamos no mercado do queijo.
para um Picodon d’Ardèche! No açougue, um bebê está olhando prum cachorro, que está olhando prum frango.
Aqui está você, agora na estação do metrô.
Vou lhe deixar aqui, tchau!

Sugiro a leitura de alguns artigos:

_Dharmalog:  “Ajudar um velhinho cego a atravessar a rua e a conhecer mais do seu redor parece uma boa ação clichê do mundo da bondade, mas nesse trecho ele deixa de ser sermão para ser uma hipótese vívida, pra ser realidade e inspiração — ainda que cinematográfica.” Continue a ler…

Obvious – O propósito da vida: “Amélie Poulain é uma personagem extremamente singular que nos ajuda a captar sutilezas do dia a dia que, se receberem a devida atenção,
podem nos guiar para o grande propósito de nossa existência.” Continue a ler…

Obvious – Um brinde às coisas simples da vida: “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, já nasceu cult e clássico. O filme de Jean-Pierre Jeunet é um brinde a vida e sua simplicidade. Como em um belo banquete, onde tudo deve ser detalhadamente degustado e apreciado…” Continue a ler…

Obvious – Um guia para a felicidade!: “Talvez esse seja o mais clichê dos filmes considerados cult da atualidade nem tão atual assim, visto que ele foi produzido no ano de 2001 e lá se vão 13 anos já, mas ainda sim, “Le fabuleux destin d’Amélie Poulain” ou O Fabuloso Destino de Amélie Poulain é a obra-prima mais singela e inquietante que já vi. O roteiro de Guillaume Laurant e a direção de Jean-Pierre Jeunet agregados a expressividade do olhar da bela Audrey Tautou e a extasiante trilha sonora de Yann Tiersen, fizeram dessa obra a mais bela forma de demonstração de como a felicidade pode ser encontrada nas pequenas alegrias cotidianas da vida.” Continue a ler…

Obvious – Sonhando com Amélie Poulain: “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, este filme encantador produzido em 2002 mas sempre atual, fala sobre sonhos, sobre a generosidade, a alegria de viver e o encontro do amor. Um filme poético que trata os personagens e seus dramas com um humor leve.” Continue a ler…

Obvious – Aprendendo com Amélie Poulain: O poder de cultivar a empatia: “Talvez nem todos saibam disso, mas a arte de se colocar no lugar do outro é transformadora. Além de essa atitude poder mudar a sociedade em que vivemos, ela é capaz de fazer o bem às pessoas mais próximas de nossas vidas: nós mesmos. Não é caridade, não é sacrifício pessoal. É sim, a capacidade que todos temos de fazer para o outro apenas aquilo que gostaríamos que fizessem conosco.” Continue a ler…

Obvious – Amélie Poulain e a covardia de amar: “Três coisas que cabem, mas não se situam bem na nossa personagem: a solidão, o medo, e a vontade incontrolável de ser totalmente a si mesma.” Continue a ler…

Obvious – As cores por trás do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain: “Após uma longa crise no cinema europeu, um filme agradou o público e resgatou o gosto pelo cinema francês. Atualmente considerado “alternativo” e o queridinho da cena “cult”, O Fabuloso Destino de Amelie Poulain é muito mais importante do que aparenta ser, com cores inusitadas a obra de Jean-Pierre Jeunet se tornou um marco do cinema mundial.” Continue a ler…

Por fim, destaco a Banda Sonora que é soberba:


IMDBWikipédia-EngWikipédia-Pt | Lista de Filmes e Séries

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s